O fim de mais um retransmissor da Voz da América

17 06 2017

Adrian M. Peterson

Durante o mês de Janeiro, começou a remoção de 500 mastros de antena da propriedade pantanosa do que foi uma das maiores estações marítimas que já existiu. Ela foi ao ar com o famoso e histórico indicativo WOO; seu sinal em ondas curtas era captado em quase todo o planeta; durante os anos da II Guerra Mundial foi um importante retransmissor da programação da Voz da América; e a remoção dos mastros é o estágio final de uma estação de ondas curtas cuja história será sempre lembrada.

Antes de começar esta longa e incrível história, gostaria de agradecer a Ray Robinson, que está servindo na emissora Gospel de ondas curtas KVOH, de Los Angeles. Ray nos alertou sobre o capítulo final da estação marítima de ondas curtas WOO, de Ocean Gate, na costa de Nova New Jersey. E agora vamos a história.

Os 70 anos de serviços oferecidos pela AT&T em Ocean Gate incluem o período experimental de desenvolvimento das ondas curtas, seu crescimento em cobertura a nível mundial e o que alguns veem erradamente como a queda de sua importância.

Em 1929, a AT&T adquiriu uma porção de 175 acres de terra em frente ao mar em Good Luck Point, na foz do rio Tom, em frente a Ilha Long Beach. Esta propriedade na costa do Atlântico, a 120 km de Nova Iorque foi adquirida com o propósito de instalar uma grande estação marítima.

A elevação média da propriedade era de apenas 45 centímetros acima do nível do mar, então foram instalados canos de drenagem em volta do prédio dos transmissores. Os equipamentos instalados originalmente incluíam um transmissor de 15 kW e duas antenas a 22 metros de altura.

O indicativo primário sempre foi WOO, transferido de uma estação menor operada pela AT&T próxima a Deal Beach, também na costa de Nova Jersey.

Seguindo o confuso costume da época, ao longo dos anos indicativos adicionais foram empregados em Ocean Gate para identificação de cada transmissor assim como para cada canal em ondas curtas. Eles eram formados por três letras, em uma série começando com WD e WO, por exemplo, WOA e WOZ, WDI e WDL.

O prédio que abrigava os transmissores tinha três andares e um porão, de onde vinha o aquecimento para o restante da construção. Vários sistemas de antenas foram instalados em locais pantanosos, alguns dos quais eram ilhas de maré baixa.

O andar térreo abrigava geradores e transformadores de grande porte. O piso era coberto com cortiça grossa para amortecer vibrações.

O andar superior abrigava os transmissores e chaveadores de linha da estação receptora distante 32 km e dos sistemas de antena. Ao longo dos anos, novos transmissores foram instalados e os antigos removidos.

A estação WOO da AT&T em Ocean Gate entrou em operação em 1930, com direito à publicidade no jornal local. O propósito inicual da Ocean Gate Radio era de estabelecer contatos com embarcações no Atlântico e para comunicação com estações em terra na Europa e América do Sul.

Embora ela tenha sido construída primariamente para comunicações comerciais, em diversas ocasiões levou ao ar programação destinada a retransmissão em ondas médias na Europa e América Latina. Durante o período da guerra, ela foi usada pelo Escritório de Informação de Guerra, para retransmissão da Voz da Américaà Europa, América do Sul e Pacífico Sul.

Inicialmente, a estação receptora da WOO/Ocean Gate ficava em Forked River, a 16 km de Ocean Gate. Uma nova estação de recepção foi construída em Manahawkin, na costa a 16 km de Forked River e quando ativada, Forked River foi fechada.

Em Maio de 1942, o serviço de quatro horas de duração da VOA para a Austrália e Pacífico Sul foi implementado via Ocean Gate Radio, com os indicativos WOJ e WOK. Durante os dois anos seguintes, um total de dez canais em ondas curtas e indicativos foram ao ar com programação da VOA para recepção direta bem como retransmissão no norte da África e Inglaterra.

O sinal da Ocean Gate Radio era captado na Austrália e Nova Zelândia geralmente com boa qualidade. É provável que essas transmissões fossem feitas com uma potência de 20 kW.

Por exemplo, em várias ocasiões a WOO foi captada em 12840 kHz com retransmissão da VOA em paralelo com a WGEO, de Schenectady, Nova Iorque. Então, a WOO9 foi captada com retransmissão da VOA em 8660 kHz em paralelo com os 35 kW da estação de ondas curtas WNBI da NBC em Bound Brook, também em Nova Jersey.

A programação em outros idiomas foi captada em Espanhol sob o indicativo WOK em 10555 kHz, e em Francês como WOO4 em 8760 kHz. Havia também uma transmissão diária de três horas de notícias em vários idiomas em 9750 kHz com o indicativo WDL.

A revista australiana Radio and Hobbies informou que as últimas transmissões conhecidas da VOA via Ocean Gate Radio ocorreram em Janeiro de 1944.  Na época eram irradiadas sob o indicativo WDI em 5052 kHz.

A WOO permaneceu em uso contínuo por vários anos mais como terminal internacional de chamadas telefônicas de muitos países e embarcações em alto mar. Na década de 1950 foram instaladas vinte e nove antenas rômbicas.

Na época em que a estação foi fechada, contava com transmissores de 10 kW e talvez um de 50 kW. Quando cabos submarinos foram instalados entre a Europa e América do Norte e as comunicações por satélite ficaram disponíveis a Ocean Gate Radio não era mais necessária.

O anúncio do encerramento das operações ocorreu em 28 de Fevereiro de 1999 e, após alguns adiamentos, foi fechada em 9 de Novembro do mesmo ano.

Na atualidade, a propriedade que abrigou a estação é um refúgio de vida selvagem de propriedade do Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos e o prédio do transmissor, abandonado, decrépito e vandalizado, é de propriedade do governo municipal. Quando os mastros de madeira que suportaram as antenas rômbicas forem removidos, a propriedade voltará ao seu estado original como um refúgio pantanoso de aves migratórias. A WOO?  Se foi e foi esquecida!

Durante o período em que foi usada como retransmissor da Voz da América, até onde se sabe, nenhum QSL foi emitido. Durante seus últimos vinte e três anos de serviço como estação de comunicações, diversos QSLs foram emitidos em nome da AT&T-Bell Ocean Gate Radio, WOO.

Os cartões QSL da AT&T eram postais de tamanho grande com os logotipos da AT&T e Bell ao lado do endereço. Um deles tinha um mapa mundi com a localização de outras estações da AT&T marcadas. Eles geralmente eram enviados a partir da estação receptora em Manahawkin, Nova Jersey.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx

 

Anúncios

Ações

Information

One response

7 08 2017
João Damasceno

Artigo extremamente interessante, uma estação tão grande, tão importante e “morrer” assim sem nenhum glamour, nenhum reconhecimento mais formal, mais oficial. O que digas-se de passagem não é muito diferente de tantas outras tão interessantes emissoras de Ondas Curtas que também se foram. Lamentável que o DRM não se torne padrão de imediato e que dê vida nova e longa para as emissoras OC restantes.

P.S. A troco de que “A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida”.? uma vez que é o tipo de artigo que grupos como os que eu participo, adoraríamos divulgar pra toooodo mundo?!? (obviamente indicando o site e dando os devidos créditos aos autores).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: