A baía de Tóquio no ar

15 11 2015

Adrian M. Peterson

A baía de Tóquio é uma grande e bem protegida baía no leste da principal ilha do Japão, Honshu. Vários pontos dela foram drenados e diversas ilhotas ornamentais foram formadas. Algumas das maiores cidades do país são limítrofes com a baía de Tóquio, incluindo Yokohama, Kawasaki e Chiba, assim como Tóquio.

Em 2 de Setembro de 1945, um dos maiores e mais concentrados conjuntos de navios e aviões estavam estacionados na baía de Tóquio, com a participação de quase 300 navios de pequeno e grande porte e uma esquadra de 1200 aviões. O rádio teve um importante papel nesse episódio.

Para proporcionar a cobertura noticiosa dos eventos na baía de Tóquio, diversos circuitos de rádio em ondas curtas foram estabelecidos. Tal procedimento assegurou o fluxo de informações dos navios para o litoral, ao longo do Pacífico até chegar à Califórnia.

A cerimônia que marcou o final das hostilidades no Pacífico e Ásia e deu início a uma nova era de paz ocorreu no convés do navio USS “Missouri”, indicativo NCBL. Na época, o “Missouri” estava ancorado na baía de Tóquio, acompanhado por diversos outros navios e com o litoral à vista em ambos os lados.

Às 08:00 da referida data, dignatários políticos e militares do Japão, Estados Unidos e vários países europeus e do Pacífico começaram a chegar. Um destróier norteamericano escoltou vários deles de Yokohama até o “Missouri”.

A cerimônia oficial começou com uma missa seguida pelo Hino Nacional e um discurso do General Douglas MacArthur. Após a assinatura do tratado de paz, a enorme esquadra de 1200 aviões sobrevoou a área.

O President Harry Truman, a partir da Casa Branca, também fez um discurso pelo rádio que foi dividido para transmissão no programa oficial. Tal evento começou pouco depois das 09:00 (hora local do Japão) e durou menos de meia hora.

Embora haja a crença de que a cerimônia foi transmitida ao vivo para o mundo todo, esse não foi o caso. Para que o pessoal dos diversos meios de comunicação pudessem processar as notícias adequadamente, houve um atraso planejado de uma hora e meia.

Quanto as ondas curtas, diversas rotas de retransmissão foram estabelecidas, dos navios na baía de Tóquio para o litoral e depois Guam, Okinawa e Honolulu e posteriormente à California. As gravações foram feitas com redundância e a informação transmitida por meio de rotas diferentes.

O planejamento original da cerimônia usaria o navio USS “Iowa”, NEPM-KU1M. Os equipamentos de rádio à bordo do navio de comunicações USS “Ancon”, NTVP, eram a base para cobertura em ondas curtas, embora o “Iowa” estivesse pronto para uso caso necessário. Mais de 100 profissionais de mídia observaram os eventos à bordo do “Missouri”.

Additional back up transmitters if needed were also available for the relay of the special programming aboard two other navy vessels, the USS “New Jersey” NEPP and the USS “Catoctin” NKUA.

No litoral, quatro transmissores de ondas curtas com 50 kW instalados em Nazaki para uso pela rádio Tóquio foram disponibilizados assim como a estação NPN-KU5Q, em Guam, com um transmissor de 10 kW e outro de 3 kW. Além disso, a estação de rádio da marinha em Okinawa e talvez o USS “El Dorado”, ancorado nas proximidades, também foram colocados de prontidão, além de outras estações militares e comerciais em Honolulu.

Transmissões de teste entre a Ásia e os Estados Unidos foram feitas para verificar a melhor rota de retransmissão na data necessária. Um total de 17 canais em ondas curtas foram estabelecidos para que houvesse redundância adequada em caso de variações no clima e condições de propagação.

No início do dia da cerimônia, a transmissão que marcava o começo da operação da rede ocorreu em 18020 kHz a partir da KQJ, um transmissor da RCA em Bolinas, Califórnia. O sinal foi captado pela KU5Q em Guam e retransmitido em 17820 kHz para posterior recepção em vários locais na região de Tóquio.

À bordo do “Missouri”, diversos equipamentos eletrônicos foram montados e instalados em mesas sob uma tenda logo atrás de onde foram assinados os documentos. Muitos dos equipamentos já apresentavam sinais de desgaste e deterioração provocada pelo clima tropical e vieram das Filipinas.

Inicialmente o amplificador principal apresentou problemas, mas foi reparado rapidamente. Gravações de todos os procedimentos da cerimônia foram feitos em duas mídias diferentes: fita de rolo para uso no “Ancon” e disco de acetato para transmissão pela Rádio Tóquio. O disco foi levado de destróier até Yokohama e depois em um jipe até a Rádio Tóquio, que estava sob controle norteamericano.

O circuito escolhido para transmissão pelas redes de estações em ondas médias nos Estados Unidos e pela Voz da América foi o seguinte:

* gravação em fita da cerimônia no USS “Missouri”; instalações insuficientes para transmissão local;

* um barco levou a gravação ao USS “Ancon”, próximo à baía de Tóquio;

* estação de ondas curtas no “Ancon” para o receptor na Rádio Tóquio;

* Estação de ondas curtas com 50 kW JLT3 em Nazaki em 15225 kHz para a estação receptora KU5Q em Guam;

* estação de ondas curtas KU5Q em Guam em 13360 kHz para a estação receptora da RCA em Point Reyes, Califórnia

* distribuição nacional para retransmissão em ondas médias e pela Voz da América.

Artigo traduzido mediante autorização do autor. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: