História da Rádio Nepal

23 08 2015

Adrian M. Peterson

Singha Durbar: estúdios de rádio e primeiras instalações para transmissão de TV (1951 – 20xx)

A Rádio Nepal foi oficialmente criada em 1 de Abril de 1951, e a transmissão inaugural ocorreu dois dias depois. O nova emissora de radiodifusão, a primeira permanente na história do país, foi instalada em um prédio de dois andares em Singha Durbar, utilizado anteriormente como escola particular.

Singha Durbar é o local onde também está o palácio real e escritórios do governo em Kathmandu, capital do país; o nome significa “Palácio do Leão”. A transmissão inaugural durou quatro horas e meia.

Um estúdio improvisado foi instalado no prédio bem como um transmissor de 250 W para operação em 7100 kHz. Os equipamentos foram coletados de três outras localidades: uma estação temporária localizada em Biratnagar, no leste do país, uma estação híbrida de radiodifusão/cabo conhecida como Mohan Aakashbani, de Bijuli Adda, no subúrbio de Kathmandu e o transmissor já tinha sido usado anteriormente a partir de Kathmandu para comunicações do governo por mais de seis anos.

Em 1953, um transmissor de ondas médias com 60 W para operação em 1500 kHz foi instalado em Singha Durbar. Na metade daquela década um novo centro transmissor estava sendo construído nas proximidades de Kathmandu com ajuda da Austrália, sendo que o transmissor original de ondas curtas foi modificado para operação em 1500 kHz.

Trinta anos depois, um novo prédio para abrigar os estúdios foi construído próximo ao original, sendo inaugurado pelo Rei Tribhuvan em 9 de Maio de 1983. Ao mesmo tempo, novos transmissores entraram em operação.

Os fundos para todos esses melhoramentos, incluindo estúdios, transmissores e novas estações regionais de ondas médias foram fornecidos pelo Japão ao longo de vários anos. O valor total desta ajuda foi de US$ 8,1 milhões.

Em 1995, o primeiro serviço em FM da Rádio Nepal foi inaugurado para cobertura do vale de Kathmandu.

A televisão no Nepal começou com uma transmissão de teste em 31 de Dezembro de 1983 e o serviço regular entrou em operação em 5 de Janeiro de 1984. Transmissões em tempo integral começaram em 1985.

Na época o governo operou a TV Nepal a partir de dois prédios grandes em Singha Durbar, próximos aos estúdios de rádio. Dois canais são mantidos: TV Nepal no canal 5 e TV Nepal Plus no canal 8. Os planos para transição total para o sistema digital estão avançando e tem como data final o ano de 2017. Dois transmissores de TV de emergência, um para cada canal, também foram instalados em Singha Durbar.

Phulchowki: transmissores de TV (1985 – 20xx)

Os transmissores principais das estações governamentais TV Nepal e TV Nepal Plus, com 5 kW (canal 5) e 2 kW (canal 8), foram instalados no topo de uma colina em Phulchowki, 16 km a sudoeste de Kathmandu.

Jawalakhel: transmissores de ondas médias (1955 – 1997?)

A primeira estação transmissora dedicada à Rádio Nepal ficava em Jawalakhel. A Austrália forneceu um transmissor de 5 kW para ondas curtas e novos equipamentos de estúdio em 1955, seguido por outro transmissor de 5 kW seis anos depois.

O primeiro transmissor de ondas curtas ia ao ar geralmente em 7100 ou 7105 kHz e o segundo nos 4600 kHz. Eles foram fabricados na Austrália pela conhecida empresa AWA. Um transmissor de 1 kW para ondas médias também foi instalado em Jawakhel e provavelmente foi fabricado na Austrália.

Neste período deu-se início a alocação de indicativos aos transmissores de rádio instalados no Nepal. Ao transmissor de ondas médias em Singha Durbar foi alocado o indicativo 9NBM, com o 9N representando o Nepal, o NB indicando “Nepal Broadcasting” e o M para ondas médias. O indicativo para o transmissor de ondas curtas foi 9NB7, com o 7 indicando o canal original de 7 MHz.

Na década de 1960 houveram situações em que os dois transmissores de 5 kW foram ao ar ao mesmo tempo, geralmente com programação em paralelo. Então, quando a unidade mais antiga apresentava problemas, era às vezes canibalizada para fornecer peças para a mais nova. Nos últimos anos de operação, a estação de ondas curtas de Jawalakhel ia ao ar por períodos irregulares, ao menos uma vez por ano com transmissões de teste.

Os últimos registros de captação conhecidos de tal transmissor ocorreram em 1997.  Sabe-se que ele foi transferido para a estação de ondas médias de Kathmandu em Sainbu Bhaisepati onde foi mantido para uso em ondas curtas.

Khumaltar: transmissores de ondas curtas, médias e FM (1968 – 20xx)

Durante o ano de 1968 outra estação de ondas curtas para a Rádio Nepal foi construída em Khumaltar. Ela contou inicialmente com um transmissor inglês de 100 kW fabricado pela Marconi, modelo BD253, e um de ondas médias com 10 kW. O transmissor de ondas médias operava em 790/792 kHz e cobria a capital e áreas adjacentes a partir de uma torre com 91,5 metros de altura. As transmissões de teste em ondas curtas começaram no verão do mesmo ano.

Um segundo transmissor de ondas curtas foi instalado em Khumaltar em Abril de 1978. Era uma unidade norteamericana fabricada pela Harris, modelo SW100, também com potência de 100 kW.

Quatro anos depois, outro transmissor de 100 kW, um Harris SW100A foi enviado ao Nepal pela USAID para um projeto de ensino pelo rádio e também instalado em Kumaltar. Infelizmente o governo nepalês não forneceu a licença de uso e ele nunca foi usado para o objetivo planejado.

Tal transmissor foi ao ar de forma apenas eventual. Ao que tudo indica, as três unidades de 100 kW nunca foram ao ar juntas, e que no máximo duas chegaram a tal situação.

Em 1995, o primeiro serviço em FM foi inaugurado com programação a partir dos estúdios em Singha Durbar e um transmissor de 3 kW foi instalado em Khumaltar. A frequência utilizada eram os exatos 100 MHz, e hoje a programação vai ao ar a partir de um transmissor de 10 kW.

Sainbu Bhaisepati: transmissores de onda médias e curtas (1983 – 20xx)    

Um novo centro transmissor para cobertura em ondas médias da capital e cercanias foi construído em Sainbu Bhaisepati em 1983 e uma unidade de 100 kW foi instalada. Ela passou a operar em 792 kHz, frequência anteriormente usada pelo equipamento de 10 kW em Khumaltar. Também foi instalado um transmissor de 10 kW para emergências no mesmo local. Há planos para digitalização das transmissões.

Antes que a estação de Jawalakhel fosse fechada e abandonada, o transmissor de 5 kW para ondas curtas foi removido e reinstalado na em Sainbu Bhaisepati para uso em situações de emergência.

Bardibas: transmissores de ondas médias (1989 – 20xx)    

Por conta dos diversos projetos humanitários japoneses no Nepal, outra estação no centro do país foi construída em 1989 próxima a cidade de Bardibas. Foram instalados dois transmissores de ondas médias de 10 kW em 1143 kHz, mas sem estúdios na localidade. A programação da Rádio Nepal Bardibas vem diretamente dos estúdios em Singha Durbar, Kathmandu.

Tal estação foi construída para que os ouvintes no vale de Kathmandu e cercanias tivessem uma alternativa ao serviço nacional em 972 kHz. Entretanto, informações recentes dão conta que a estação está fora do ar.

Artigo traduzido mediante autorização do autor. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: