A Press Wireless International nos EUA e Europa

28 03 2015

Adrian M. Peterson

Continuando a série de artigos sobre as estações de ondas curtas operadas pela Press Wireless International, será dada ênfase ao período de guerra na Europa. Durante essa época a fábrica da Press Wireless em Long Island, próxima a estação de Hicksville, fabricou vários transmissores de ondas curtas com variadas potências, incluindo a famosa unidade de 40 kW, assim como outras de menor potência.

Os transmissores da PWI eram enviados à Inglaterra e posteriormente à Europa tanto pela marinha como por embarcações comerciais, geralmente com a carga dividida entre diferentes navios. Por conta disso, se alguma embarcação fosse afundada por ataque de submarinos, apenas parte da carga era perdida. Sabe-se que ao menos uma estação móvel foi perdida em 1944 devido ação inimiga, habitando hoje as profundezas do Atlântico.

A Press Wireless começou a operar na Europa em 1932 com a abertura de um escritório em Paris e o uso de equipamentos de transmissão e recepção das autoridades de correios e telégrafos francês. O escritório em Paris coletava as notícias de outros países europeus e repassava aos Estados Unidos por meio da estação receptora da PWI em Little Neck, no norte de Long Island, Nova Iorque.

Conforme progrediu o conflito no continente europeu, a PWI mudou seu centro de operações no verão de 1940, inicialmente de Paris para Bordeaux , para Tours e finalmente para Vichy France, embora tais instalações tenham sido fechadas logo em seguida.

Com a proximidade do final da guerra na Europa, a PWI começou a enviar carregamentos de equipamentos de rádio dos Estados Unidos no início de 1944. O primeiro dos transmissores de SSB de 40 kW da PWI a chegar ao outro lado do Atlântico foi instalado em Lingfield, com a estação receptora em Swanley Junction, ambas localidades no sul da Inglaterra. O propósito dessa estação era estabelecer comunicações com os Estados Unidos.

Dois outros transmissores de 40 kW foram enviados à Inglaterra; e o pessoal técnico associado a essas unidades recebeu treinamento usando um equipamento semelhante instalado no prédio da PWI em  Hicksville. Em 1944, tanto os equipamentos como os técnicos rumaram à Inglaterra.

Um navio em uso para esse propósito foi a ex-embarcação de passageiros “Mauretania”, que seguiu Atlântico afora sozinho. Ele era considerado um navio rápido que poderia se distanciar de qualquer outra embarcação que o perseguisse. O equipamento desembarcou na Escócia e levado ao sul por via terrestre.

Um desses transmissores foi instalado em um acampamento do exército localizado em Stowe-on-Wold. Ele foi usado para dois propósitos: transmitir falsas comunicações que dariam a impressão de que a chegada na Europa de tropas aliadas ocorreria em Calais ou mesmo na Noruega, ao invés da Normandia e estabelecer comunicações militares com os Estados Unidos.

Depois da Inglaterra, o pessoal da PWI desembarcou na França e começou a trabalhar na instalação de outra unidade em Les Essarts, na região de Paris. Originalmente esse transmissor seria instalado em Renne, entretanto, devido aos acontecimentos no front, uma localização mais avançada foi escolhida.

Os equipamentos eletrônicos dessa estação foram divididos em 1000 caixas e montado em 25 dias por 45 pessoas. O transmissor foi instalado em um prédio especialmente projetado e o receptor em uma fazenda situada na mesma estrada.

A energia era proveniente de geradores a diesel Cummings e antenas rômbicas eram direcionadas aos Estados Unidos para comunicação com a estação da PWI em Little Neck. Essa estação foi inaugurada em Setembro de 1944. Uma foto da entrada da estação mostrava o indicativo CZ2T, embora se identificasse simplesmente como Rádio Paris.

O propósito principal da estação da PWI em Paris era retransmitir notícias do Quartel General Supremo das Forças Expedicionárias Americanas aos Estados Unidos (SHAEF) para inserção na programação da Voz da América. Em várias ocasiões Dexistas dos Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália captaram as estações de Hicksville e Paris em comunicação entre elas para transferência de informativos.

Em Março de 1945 a Rádio Paris foi captada em 15920 kHz com a retransmissão de um programa para os Estados Unidos; em Setembro ela foi captada em 15293 kHz com conteúdos da Rede Azul da NBC. Na direção contrária, Hicksville foi captada chamando o SHAEF em várias ocasiões. Os indicativos de Hicksville eram WPJ para os 11640 kHz e WJQ para 10010 kHz.

Aparentemente algum Dexista tinha acesso aos detalhes dos trabalhos na estação de Paris, pois em Setembro de 1945 foi publicada a informação de havia dúvidas quanto a continuidade dela.

Sua história não terminou aqui. Além do transmissor de 40 kW em Les Essarts, houveram muitos outros, com 15 ou mais kW de potência. Um deles possuía 10 kW em ondas curtas e foi instalado em um prédio auxiliar em Les Essarts para retransmissão da Radio Diffusion Francaise. A área principal de cobertura buscada era a Europa e África.

Sabe-se que operava em apenas uma frequência 9560 (9550) kHz. A programação era sempre uma retransmissão de Paris, e geralmente em paralelo com transmissores em outros locais. Era captada com frequência nos Estados Unidos e às vezes na Austrália e Nova Zelândia. Estava presente em edições antigas do World Radio Handbook.

Ao que parece que a potência da estação de Les Essarts passou de 10 kW para 100 kW por volta de 1947. É possível que esse aumento tenha tenha ocorrido quando a paz já reinava na Europa e após o retorno dos norteamericanos ao seu país.

A estação de ondas curtas da PWI em Paris levou ao ar notícias de jornais para estações de rádio e TV dos Estados Unidos, assim como a retransmissão de programas para difusão pela Voz da América. Além disso, esse transmissor foi amplamente utilizado como estação retransmissora do serviço de ondas curtas da Radio Diffusion Francaise.

Artigo traduzido mediante autorização do autor. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: