A Press Wireless retorna às Filipinas – 2

8 02 2015

Adrian M. Peterson

Continuando a história do retorno da Press Wireless às Filipinas depois do fim da guerra no Pacífico, abordamos os eventos no Hawaii envolvendo-a uma ou duas décadas antes do conflito mundial. A Press Wireless foi fundada nos Estados Unidos em 1929 e começou a construir sua rede mundial de estações de ondas curtas para tráfego de informações.

A PWI serviu 62 países na década de 1930; e em seu auge operou 100 transmissores de ondas curtas na América do Norte, Sul e nas Filipinas. Alguns boletins de notícias eram transmitidos em Código Morse e outros por voz para retransmissão via rede nos Estados Unidos.

Uma listagem governamental publicada em 30 de Junho de 1930 informava 13 frequências de ondas curtas para a estação da PWI próxima a Honolulu. Ela foi concebida para comunicação com a estação de Belmont, na Califórnia. Construída em 1932, recebeu o indicativo KDG.

Depois da inauguração da KDG, a PWI interpôs uma reclamação junto às autoridades em Washington quanto a interferência causada pela estação FYR, de Lion, França, na recepção da estação havaiana na Califórnia. A KDG transmitia em 11640 kHz e a FYR ocupava os 11650 kHz, embora fosse variável.

Não há informes de monitoramento conhecidos da KDG, provavelmente devido à pequena potência bem como pelo fato das transmissões serem feitas em Código Morse com alta velocidade. No começo de 1941 a Press Wireless abandonou a estação de ondas curtas do Hawaii por conta da existência de outras estações capazes de prover o mesmo serviço.

Em 14 de Abril de 1944,  a PWI solicitou à FCC permissão para instalar uma estação de ondas no Hawaii. O transmissor seria instalado em Ewa, no sul da ilha Oahu, à oeste de Honolulu. Não há mais informações sobre essa estação, que provavelmente nunca foi instalada, devido à falta de equipamento e pessoal. A PWI provavelmente também estivesse ciente do período economicamente difícil que viria.

Na mesma época a PWI planejou a construção de um centro de treinamento em Hicksville para operar conjunto com uma grande estação e uma fábrica de componentes eletrônicos. A estação de ondas curtas ficava na Cantiague Road e a fábrica em dois grandes prédios no outro lado da estrada.

O centro de treinamento fazia parte do esforço de guerra e foi operado em conjunto com a American Signal Corps, de Fort Monmouth, New Jersey. Os exercícios eram ministrados com um transmissor de ondas curtas com 40 kW. Entre os que receberam treinamento estava Terry Sandford, que escreveu um livro sobre sua experiência de guerra no navio de comunicações angloaustraliano “Apache”; e outros que serviram à PWI na Europa e Pacífico.

Em 1944, sob direção do General Douglas MacArthur, um grupo de funcionários da PWI foi enviado à Hollandia no norte da Nova Guiné, próximo à fronteira com o lado holandês da ilha. Dois subgrupos foram formados: um com um transmissor de 400 W (PZ) para telegrafia instalado em Tacloban, na ilha Leyte e o outro, com um transmissor de fonia com 10 kW (PY) em Manila.

Após as forças de MacArthur’s chegarem à capital das Filipinas, o pessoal da PWI instalou um estúdio de rádio no Edifício Soriano, no centro de Manila e o transmissor na periferia. Antes disso o exército norteamericano já havia escolhido um prédio para a instalação do transmissor, mas as tropas japonesas durante a retirada destruiram-o. Outro prédio foi então escolhido e os equipamentos instalados. Entretanto, devido à presença japonesa, a PWI optou por um terceiro local e essa foi a casa semipermanente do transmissor de ondas curtas.

A estação PY fez sua transmissão inaugural para os Estados Unidos em 25 de Fevereiro de 1945. Três dias depois, a estação PZ foi fechada e incorporada pela PY. No mês seguinte a estação de Manila assumiu a transmissão de boletins de notícias para os Estados Unidos que estavam à cargo no navio “Apache”.

Em várias ocasiões a PWI Manila foi captada nos Estados Unidos, Nova Zelândia e Austrália. Os indicativos anunciados iam de PY1 a PY19, de acordo com a frequência em uso. Ela mantinha contato com a nova estação de ondas curtas da PWI recentemente construída em Los Angeles, Califórnia.

Assim como outras estações da PWI, a de Manila enviava boletins de notícias em Código Morse de alta velocidade e em fonia para retransmissão por redes de emissoras nos Estados Unidos. Sua identificação era normalmente abreviada como “PreWi“.

No início de 1946, a estação de Manila fez retransmissões ocasionais da emissora das Forças Armadas WXOI. Esta emissora de ondas médias aparentemente operava sob um indicativo oficial da AFRS, embora não existam muitas informações sobre ela.

Devido ao fato de que não havia nenhuma estação de ondas curtas em Manila após o final da guerra, o presidente Sergio Osmena emitiu uma Ordem Executiva garantindo a aprovação para a estação da PWI em Manila transmitir para os Estados Unidos não apenas boletins de notícias, mas conteúdos de cunho pessoal e comercial.

A Ordem Executiva 104 expirou em 24 de Junho de 1946 e em seguida a estação da PWI deixou de existir.

Artigo traduzido mediante autorização do autor. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: