A história da estação VLA

31 01 2015

Adrian M. Peterson

Neste artigo apresento o primeiro de uma série sobre os indicativos de estações de ondas curtas australianas. Cada um deles começa com as letras VL seguidas por outra letra de A a Z. Começamos pela fascinante história do indicativo VLA.

Há mais de cem anos, duas estações de rádio foram construídas na Nova Zelândia. Os equipamentos destas estações costeiras foram fabricados pela alemã Telefunken e técnicos da empresa efetuaram a instalação sob supervisão da Companhia Radiofônica Australiana.

A primeira delas, ao menos em ordem alfabética, ficava na Baía Doubtless, próxima a Awanui, na Ilha do Norte da Nova Zelândia. Ela foi instalada em um terreno de 100 acres; a torre triangular metálica pesava 60 toneladas e tinha 122 metros de altura e um gerador de 70 cavalos fornecia eletricidade. Tanto o receptor como o transmissor foram instalados no mesmo prédio, mas em salas separadas.

Ela foi ativada em 27 de Março de 1913 sob indicativo NZA, ou seja, estação “A” da Nova Zelândia. Entrou em serviço regular no dia 18 de Dezembro do mesmo ano e seu indicativo passou a ser VLA, seguindo a regulamentação internacional.

Em 1924, o transmissor de centelhamento da VLA foi substituído por um à válvula. Em 1927 o indicativo foi trocado novamente, dessa vez de VLA para ZLA, novamente por conta de mudanças nas normas internacionais. A estação foi fechada em 10 de Fevereiro de 1930, quando seus serviços deixaram de ser necessários.

Poucos meses depois o indicativo VLA passou a ser usado por uma estação na Ilha Bruny, na Tasmânia. A ilha tem um relevo bastante acidentado e irregular, sendo formada por duas ilhas unidas por um istmo estreito. A ilha tem esse nome em homenagem ao explorador francês Bruni d’Entrecasteaux.

Quando os exploradores europeus chegaram, as ilhas eram habitadas por uma pequena tribo de aborigenes. Um farol foi construído em 1838 no extremo sul da Ilha Bruny.

Uma estação de rádio foi instalada no farol em 1930, sendo que foi ao ar em 1 de Junho. Oito anos depois os equipamentos foram atualizados.

Uma informação publicada por uma revista australiana de Agosto de 1941 informava que a estação VLA operava acima da faixa de ondas médias, na frequência de 1579 kHz.

Durante a guerra o indicativo VLA foi descomissionado da estação na Ilha Bruny e mantido de prontidão para um potente transmissor de ondas curtas com 100 kW que estava em construção para instalação em Shepparton, Victoria. Foram previstos três transmissores de 100 kW para implantação em Shepparton, e os indicativos planejados eram VLA, VLC e VLM.

Os primeiros estágios do novo transmissor da VLA foram construídos na Austrália pela AWA e o modulador e estágios finais pela STC (Standard Telephones and Cables), ambas empresas do subúrbio de Sydney. O transmissor com entrada para dois canais foi ativado em 13 de Agosto de 1945 e entrou em serviço regular dois dias depois.

Um número após o indicativo como VLA3, VLA6 ou VLA8 indicava a frequência em uso. Em 1 de Junho de 1951 esse sistema foi modificado de forma que o número indicasse a faixa.

Em 1961 a VLA passou a contar com novos equipamentos e mais um transmissor, passando a utilizar assim o indicativo VLF. O transmissor original foi retirado de serviço em 1983.

No final do mesmo ano a Rádio Austrália deixou de usar os indicativos oficiais e o VLA passou a ser relacionado com o programa  enviado dos estúdios em Melbourne ao transmissor em Shepparton e não a um transmissor em específico.

A Rádio Austrália era boa verificadora de informes de recepção e literalmente milhares de cartões QSL sob o indicativo VLA foram enviados para ouvintes do mundo todo. Durante os 25 anos de uso, dois QSLs diferentes foram usados, embora diversas variações leves fossem conhecidas.

O primeiro cartão foi usado entre 1946 e 1950 e tinha um mapa da Austrália em amarelo com uma antena estilizada; o segundo tinha um mapa mais detalhado com o famoso pássaro Kookaburra. Este último tinha diversas variações, uma com o nome da emissora em amarelo e o outro em vermelho. Uma versão usada durante alguns anos na década de 1990 tinha o indicativo VLA com a frequência e a localização do transmissor.

Artigo traduzido mediante autorização do autor. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: