Russian Independent SW Stations 1991-96

30 08 2014

 

Com a queda da União Soviética em 1991, grupos na “Comunidade de Estados Independentes” viram a oportunidade de ter uma voz com alcance global: transmitir em ondas curtas. Poucos Dexistas imaginavam que ocorreria um crescimento tão grande no número de estações de ondas curtas independentes e isso rendeu bons alvos para os Dexistas, pois a maioria usava transmissores de baixa potência, sendo alguns ex-jammers do período da Guerra Fria.

Usando o DX Times como referência, a primeira menção a esse novo cenário na radiodifusão russa apareceu na edição de outubro de 1991 com uma referência a emissora Ekho Moskvy (“Eco de Moscou”). Na mesma edição a Radio Vedo, de Volgogrado, também foi mencionada.

Pouco depois foi a ao ar a Rádio Ala, de São Petersburgo (antiga Leningrado) com musica folclórica russa. A emissora nacionalista de direita, Rádio Pamyat surgiu no início de 1992 e um de seus programas mais conhecidos era “Nossa terra, memórias e você”. Na mesma época também foi ao ar a Rádio Rezonans, uma emissora destinada ao mercado de negócios. Transmitia desde Ostankino anúncios em vários idiomas. Em 23 de fevereiro de 1992 entrou em cena a Rádio Galaxy a partir de Moscou. Essa nova emissora comercial levava ao ar três horas diárias de programação em inglês e em maio do mesmo ano passou a tocar músicas locais alternadas com anúncios em Inglês.

Na edição de abril, uma lista elaborada por John Fisher, do DX Ontário incluía várias outras emissoras. Nela estavam a Rádio Studia Dvizhenie (“Rádio Trânsito”), Rádio Samara, de Togliatti, Rádio Tartar, de Kazan, Rádio Kudymkar, de Yekaterinburgo, Marly Rádio, de Yoshkar Ala, Rádio Polis, de São Petersburgo, Rádio Perm, de Yekaterinburgo, Rádio Dalny Vostok, Radiostansiya Novaya Volna (“Nova Onda”), de Novisibirsk, Adygey Rádio, de Maykop e Kabardino-Balkar Rádio, de Nalchik.

Na edição de maio do DXT, a Rádio Space foi mencionada pela primeira vez e não apenas seu nome era em Inglês como alguns dos programas. No mesmo mês a Rádio Polyus passou a transmitir. Em junho elas passaram a contar com a presença da Rádio Trek, de Yekaterinburgo e Rádio Art.

Em junho apareceram os primeiros logs da emissora ortodoxa Radio Stansiya Radonezh e RÁdio Alef, (“alef” corresponde à pronúncia da letra “A” em Hebreu) com programas em Russo e Hebreu. A Rádio Yunost,  uma emissora voltada ao público jovem e que transmite desde 1962 passou a contar com transmissores de ondas curtas em Murmansk e Samara. Outra emissora foi a RÁdio SNC com programação musical incluindo rock, pop e punk. Seu nome vinha de Stas Nanin Center, (Stas Nanin foi um famoso produtor russo de rock). A Radio Without Borders International foi ao ar com apenas 100W e provavelmente não era licenciada. A Rádio Shark (“Rádio Leste”, em Turco) a partir de Ufa, Bashkortostan também fez-se presente no mesmo período.

Nos meses seguintes surgiram a Rádio Yakutsk bem como uma das mais conhecidas da época, a Rádio Nadezhda (“Rádio Esperança”), que tinha como alvo a audiência feminina em programas abordando questões familiares. A Rádio Alpha & Omega também começou a transmitir na mesma época e era uma das poucas emissoras cristãs da Rússia.

Em setembro, a Rádio Bereyzovo passou a transmitir a partir de Kahnty-Mansyisk com um equipamento utilizado anteriormente para jamming assim como a islâmica Rukhi Meroc (“Cura da alma”, em Tatar) e Rádio Chita. Também foram notadas a Rádio Maykop em idioma Agydey e a Rádio 101. No mês seguinte, as emissoras Rádio M e Rádio N passaram a transmitir de Yekaterinburgo dividindo o mesmo equipamento.

Em Novembro, a Rádio 7 foi ao ar usando um ex-jammer a partir de Samara assim como outra emissora dedicada aos não falantes do idioma Russo, a Radiostansiya Russkogo Patriotcheskogo Dvizheniya (“Emissora do Movimento Patriótico Russo”), também conhecida como Rádio Blagovest, a partir de Irkutsk. Vieram também a Rádio Unis,  desde Moscow e Russkoye Khristianskoye Radio (“Rádio Cristã Russa”). Em seguida foi ao ar a Radiostansiya Omega com uma potência de 15 kW a partir de um provável ex-jammer. No início de 1993 a Rádio Diapazon fez sua estreia nas ondas curtas assim como a Rádio Centr, alugando os transmissores da Rádio Moscou.

Em Maio de 1993 foi informado que a Rádio Art e Rádio Ala deixaram de transmitir, dando início ao fim do agitado ciclo de dezoito meses da nova história da radiodifusão russa.

Enquanto algumas falharam, outras cresceram. A Rádio Nadezhda adicionou mais horas de transmissão a partir de outros centros transmissores e a Rádio Galaxy começou a transmitir um programa Dexista, alugou tempo de um transmissor de 250 kW e a emitir para o oeste europeu. Durante aquele ano surgiram novas emissoras, como a Rádio Mika M-4, Rádio Titan Kompani (retransmissão parcial da Rádio Shark) com um transmissor reciclado de 15 kW e Rádio Raketa, de Grozny, na costa do Mar Cáspio.

Em Setembro, a Rádio U, de Moscou foi captada de forma irregular. Surgiram ainda mais emissoras, entre elas a Rádio Ves Irkutsk, Radiochannel Uralskiy Commercheskiy Vestnik (“Arauto Comercial dos Urais”) e Rádio Mir (“Rádio Paz”).

Em 1994, a emissora islâmica Rádio Al-Risalah começou a transmitir a partir de Moscou, alugando tempo do transmissor de Bolshakovo, Kaliningrado, da Rádio Moscou. A Radiostantsiya Lena, uma emissora dedicada a músicas e notícias passou a transmitir de Yakutsk. No final do ano, a Rádio Samorodinka, da região de Moscou, autoproclamando-se uma “emissora de rádio privada não-comercial” chegou nas ondas curtas. Na mesma época a Rádio Moscou passou a chamar-se Voz da Rússia.

Em Junho de 1995 a Rádio Nadezhda deixou de transmitir em ondas curtas e passou a focar a audiência local. A Nadezhda foi a maior emissora independente da época. Em Maio de 1996 surgiram rumores de que ela retornaria às ondas curtas em apenas uma frequência, algo que não aconteceu.

Outra emissora com programação islâmica foi reportada em Setembro de 1993, a Islamskaya Volna (“Onda Islâmica”), cuja programação era produzida pelo Centro Islâmico de Moscou com conteúdos em Russo, Árabe e Tatar dirigidos ao Oriente Médio.

Não foram reportadas novas emissoras independentes desde então.

A maior parte das emissoras durou realmente pouco tempo. Algumas fecharam, outras migraram para o FM ou internet. Assim terminou mais um interessante capítulo do nosso hobby.

Contribuições incluindo correções, imagens e informações adicionais sobre essas emissoras são bem vindas, em particular quanto aos grupos ou interesses que elas representavam e o que ocorreu com cada uma.

Artigo traduzido mediante autorização do New Zealand Radio DX League. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: