As primeiras estações de rádio do Japão

28 06 2014

Adrian M. Peterson

O uso da telegrafia sem fio começou relativamente cedo no Japão e segundo informações as duas primeiras estações experimentais foram construídas pela marinha em 1902; em Tóquio e Yokohama. Outra estação experimental foi construída em Nagasaki no ano de 1906. Esta última aparentemente foi a precursora de uma estação maior na mesma localidade.

Informações do mesmo período dão conta que existiam duas estações marítimas ativas em 1908 nas cidades de Nagasaki e Choshi. A de Choshi já usava o indicativo familiar JCS. Seguindo um plano audacioso, um total de doze outras estações estavam sendo planejadas para o mesmo ano.

Em 1913 já haviam oito estações instaladas no país. Os indicativos de todas começavam com o familiar “J”, como a JOS de Osezaki e JTS de Tsunoshima, assim como a previamente mencionada JCS de Choshi.

Durante o ano de 1914, os Estados Unidos instalaram duas estações de rádio de grande porte para comunicação no Pacífico. Elas ficavam próximas a São Francisco, Califórnia e Kahuku, Hawaii, e a intenção era de colocá-las em rede com outra estação que estava sendo construída em Yokohama.

Em 27 de Julho de 1915, uma nova estação de alta potência localizada em Funabashi, cidade próxima a Yokohama e Tóquio, foi oficialmente inaugurada para para comunicação com os Estados Unidos via Kahuku. Dois meses depois, a transmissão de mensagens do Japão foi extendida a vários outros países por meio de links com estações na Sibéria oriental.

O uso governamental das estações ligando os Estados Unidos e a Ásia foi reconhecido quando foram trocadas mensagens oficiais entre o Imperador e o Presidente Woodrow Wilson em 5 de Novembro de 1916.

Entretanto, embora o uso desse tipo de comunicação tenha sido interrompida por alguns anos devido aos eventos na Europa, ela retornou em 19 de Dezembro de 1918. Naquela data a estação JSDA, localizada em Shiba, Tóquio, foi a pioneira.

Em 1922 a telefonia experimental teve início com o uso das recém desenvolvidas válvulas. Inicialmente tais experimentos foram efetuados com o emprego de frequências altas em ondas curtas, embora a cobertura obtida fosse apenas a curtas distâncias.

Em 1923, a empresa japonesa Mussui construiu uma estação de alta potência próxima a Beijing. Foram feitos contatos com sucesso entre ela e outra estação localizada em Bordeaux, França.

Neste ponto chegamos à seguinte questão: qual forma de Código Morse era usada pelos operadores japoneses? Naquela época o Código Morse já tinha mais de 75 anos. O código telegráfico originalmente desenvolvido por Samuel Morse e Alfred Vail por volta de 1840 e os transmissores por centelhamento usavam o Código Morse. Isso se a comunicação fosse em Inglês.

Por conta da necessidade, foram feitas várias modificações no Código Morse padrão em diversos países de forma a acomodar as variações linguísticas, como no caso do Alemão, Espanhol e Russo. Entretanto, devido a grande diferença do Japonês com relação a outros idiomas ocidentais foi necessário desenvolver uma variação que pudesse ser compreendida no país.

Para comunicacao entre o Japão e outros países usava-se o Código Morse em Inglês. No caso de transmissões márítimas com navios de outros países, boa parte era conduzida usando códigos marítimos padrão.

Na época, vários fatores contribuíram para mudanças nas comunicações do país. Tais eventos foram:

1 – Desenvolvimento e disponibilidade de válvulas;

2 – Uso de frequências altas em ondas curtas para comunicação internacional;

3 – Introdução da radiodifusão em vários países, incluindo o Japão;

4 – Transmissores valvulados permitiam a transmissão de voz.

Por conta desses fatores, muitos transmissores de ondas longas no país passaram a operar com vávulas ou deixaram de existir.

E assim terminaram os quase vinte primeiros anos de comunicações telegráficas no Japão usando a variante local do Código Morse.

Artigo irradiado no programa Wavescan e traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: