A radiodifusão na primeira capital da Índia – Parte 2

14 06 2014

Adrian M. Peterson

Você deve lembrar que Jose Jacob, VU2JOS, de Hyderabad, Índia, informou há pouco tempo o fato de que o transmissor de ondas curtas VUC de Calcutá fecharia em breve, e que havia a possibilidade de que todas as estações regionais do país seriam digitalizadas. Por conta disso nós começamos a cobrir a fascinante história da radiodifusão em Calcutá. Neste artigo abordaremos a era das transmissões experimentais.

Em 1923 a compania Marconi exportou um transmissor de rádio para a Índia e o instalou temporariamente em Calcutá com o objetivo de fazer uma demonstração pública de radiodifusão. As transmissões experimentais consistiam de músicas que foram captadas a 5 km, em Chowring Lea.

Logo depois ocorreu outra demonstração usando o mesmo transmissor na oficina de um jornal de Calcutá e o receptor no campo de golfe Kharagpur, a uma distância de 115 km. Nesta ocasião a transmissão consistiu de um discurso, que foi captado claramente.

Em novembro, o mesmo transmissor foi emprestado ao recém-fundado Calcutta Radio Club e foi ao ar com programação experimental usando o indicativo 2BZ. Com uma potência de ½ kW, transmitiu na faixa de 800 metros (375 kHz), no que hoje conhecemos como faixa de ondas longas.

O indicativo 2BZ seguiu o mesmo padrão já usado na Inglaterra, composto por um número seguido por duas letras. Não se sabe se há qualquer significado nele, embora pareça que o B tenha relação com Bengal, a província indiana em que Calcutá está localizada.

Quase que simultaneamente outro transmissor Marconi foi disponibilizado ao governo de Bengal Oriental. A estação era de propriedade da Indian States & Eastern Agency de Calcutá.

O segundo transmissor tinha uma potência de 1½ kW para a faixa de 425 metros (705 kHz), na atual faixa de ondas médias e usava o indicativo 5AF. Ao que parece ele foi ao ar em 1925 ou mesmo antes. Não há significado conhecido para o indicativo 5AF.

Em 27 de novembro de 1923, o administradir da BBC de Londres, Mr. J. C. W. Reith, colocou a seguinte frase em seu diário: “Eu gostaria de organizar a radiodifusão indiana”.

Em 1927, um serviço regular de radiodifusãoafoi inaugurado em Calcutá. No início ela foi instalada no prédio da Alta Corte de Calcutá.

A nova emissora foi ao ar com o indicativo 7CA e usava um transmissor com 1½ kW no canal de ondas médias de 370,4 metros (810 kHz). As duas letras do indicativo 7CA sugerem a cidade de Calcutá, mas a origem do 7 talvez jamais será conhecida.

Na época da inauguração desta estação, as emissoras experimentais 2BZ e 5AF foram fechadas e creio que o transmissor da 5AF tenha então passado a ser usado pela Indian Broadcasting Company como 7CA.

Após a estação 7CA ser inaugurada, os equipamentos foram transferidos da Alta Corte para a Calcutta Garstin Place. Os dois primeiros andares do prédio foram alugados por um período de cinco anos.

Uma cerimônia especial de inauguração foi feita em 26 de agosto de 1927 e o Governador Inglês de Bengala, Sir Stanley Jackson, foi seu anfitrião. Ela foi transmitida pela 7CA e captada por alguns dos poucos receptores em localidades distantes como em Rangoon, Burma.

Dois anos depois o transmissor de ondas médias da 7CA foi instalado em Cossipore, aparentemente uma unidade nova, e o indicativo passou a ser o familiar VUC. Ao mesmo tempo, uma revista de rádio passou a ser publicada com o título “Betar Jagat”.

No início da II Guerra Mundial, a All India Radio Calcutá VUC ocupou o prédio inteiro da Garstin Place para uso como escritório e novos equipamentos foram instalados para um total de seis estúdios.

O primeiro transmissor da VUC Calcutta foi uma unidade experimental com apenas 700 watts e foi instalada provavelmente em Cossipore, em conjunto com o de ondas médias em meados de 1932. Operava na frequência de 6110 kHz.

Curiosamente, seguindo um costume da época, estações radioamadorísticas retransmitiam o conteúdo de emissoras de ondas médias. Quando a estação de ondas curtas foi inaugurada, os transmissores dos radioamadores VU2CS e VU2FR foram captados nos Estados Unidos retransmitindo a programação da VUC Calcutá.

Três anos depois, um transmissor de 2 kW para o mesmo canal foi instalado; ele foi suplementado em outros três anos com um de 10 kW da Philips, modelo KFVH10. Dois novos canais foram escolhidos para ele: VUC2, 4850 kHz e 9530 kHz. Passou a operar em 16 de agosto de 1938.

Por enquanto esta série será encerrada, mas poderá ser complementada no futuro. Enquanto isso, encerro com a informação do estranho fuso horário de Calcutá, que é GMT/UTC + 5 horas e 54 minutos.

Artigo irradiado no programa Wavescan e traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: