O serviço do norte em ondas curtas na Austrália

21 01 2014

Adrian M. Peterson

O serviço para o Território do Norte tem como destino uma área esparsamente povoada e desértica em grande parte. Ele engloba 805 mil km² com uma população de apenas 250 mil habitantes. A capital é a cidade de Darwin e as principais atrações turísticas são a Ayers e Olgas Rocks.

A história sobre as transmissões em ondas curtas do Território do Norte tiveram início em 1928. Em maio daquele ano, a estação comercial de ondas médias 5CL (de Adelaide) solicitou uma licença de ondas curtas para retransmitir sua programação aos ouvintes em áreas do sul do país e Território do Norte. Por um determinado período o Território do Norte foi administrado pelo governo em Adelaide, sul da Austrália.

A solicitação era para potência de 5 kW entre as faixas de 70 ou 80 metros. Entretanto, as autoridades a recusaram. No ano seguinte a 5CL começou a enviar parte de sua programação por cabo para Melbourne, de onde era recebida pela 3LO e retransmitida para o Território do Norte em ondas curtas pela VK3ME, usando um transmissor da AWA no subúrbio de Braybrook.

Dez anos depois a cobertura do Território do Norte em ondas curtas voltou a ser considerado e novamente a estação 5CL, desta vez operando como uma emissora governamental da ABC tinha intenção de ser a fonte.  Entretanto, com o aumento das tensões internacionais que precederam a II Guerra Mundial o projeto foi arquivado.

A próxima ocasião em que ocorreram planos para um serviço em ondas curtas para tal região ocorreu em meados da década de 1970, e inicialmente um total de seis transmissores foram previstos. O objetivo inicial era instalá-los em 1971 e ao menos três unidades seriam colocados em operação nas instalações da Rádio Austrália na Península  Cox, próxima a Darwin.

Três transmissores de ondas curtas com 100 kW foram adquiridos da Harris Gates, dos Estados Unidos, e foram armazenados nas instalações de ondas médias da ABC em Pimpala, em Adelaide. Entretanto, no Natal de 1974 o Ciclone Tracy destruiu grande parte da cidade de Darwin bem como o sítio transmissor da Rádio Austrália.

Mais uma vez a cobertura por ondas curtas do Território do Norte foi adiado e um dos transmissores de Pimpala foi posto em operação na nova estação retransmissora da Rádio Austrália em Carnarvon, na costa oeste do país, sendo ativado em 15 de fevereiro de 1976 com o indicativo VLL.  Os outros dois transmissores restantes foral levados para as instalações da Rádio Austrália em Shepparton, Victoria.

Dez anos depois e tais planos voltaram. No período de preparação, um boletim diário de 15 minutos ia ao ar a partir do transmissor de 500 W da VJY em Darwin. Esse boletim era uma retransmissão da estação da ABC, 8DR, originalmente em ondas médias que ia ao ar duas vezes ao dia. O transmissor de indicativo VJY ficava na base de recepção da Rádio Austrália próxima à Península Cox.

Neste novo projeto de cobertura em ondas curtas do Território do Norte, três transmissores Continental modelo 418D-2 de 100 kW foram adquiridos e instalados em diferentes localidades. Cada um era utilizado de forma programada com potência de 50 kW em um canal de ondas curtas durante o dia e outro à noite.

O sistema de antenas em cada estação consistia de antenas log-períodicas tipo “V” suportadas por dois mastros. A incidência da antena é vertical, quase em ângulo reto, com reflexão dispersa para baixo pela ionosfera em áreas da região.

A primeira dessas três estações domésticas foi ao ar em Roe Creek, próxima a Alice Springs, em 20 de fevereiro de 1986. O tansmissor VL8A, localizado na Stuart Highway, à sudoeste do aeroporto local, levava ao ar a retransmissão da programação em ondas médias da estação 8AL, de Alice Springs.

A próxima estação, VL8K, foi inaugurada em 3 de abril de 1986 e o transmissor coexistia com o de 50 W da estação de ondas médias 8KN em Katherine.

O terceira foi inaugurado três dias depois e coexistia com o transmissor de 1 kW de ondas médias da estação 8TC, em Tennant Creek.

Após quase 20 anos em serviço sob o clima quente do deserto, todos esses transmissores pediam substituição. Cada um foi desligado em sistema de rodízio por um mês ou seis semanas e durante esse período a estação de Shepparton da Rádio Austrália os substituiu, com início em 10 de outubro de 2005. O transmissor de 100 kW foi captado em 11880 kHz durante o dia e 6080 kHz à noite.

Os transmissores que substituíram os anteriores, modelo 418G, foram novamente fornecidos pela Continental, sendo unidades de 100 kW operando a 50 kW. Todos foram ativados entre abril e agosto de 2006.

Uma unidade similar foi instalada em Tennant Creek para operação em DRM em meados de 2011.

Na atualidade todos os transmissores do Território do Norte estão no ar 24 horas por dia e são captados em diferentes país no mundo todo.

Artigo irradiado no programa Wavescan e traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: