Rádio Clube do Pará

26 08 2012

Tom Williamson

A bacia Amazônica banha boa parte do território brasileiro, tendo sua nascente  nos Andes Peruanos e segue por milhares de quilômetros na América do Sul. O transporte fluvial é muito importante para a economia e turismo da região, ainda que com a existência de algumas rodovias como a Transamazônica.

A capital do Estado é a cidade de Belém, onde a Rádio Clube está localizada. A população é superior a um milhão de habitantes. Doenças tropicais como malária e febre amarela infelizmente são comuns na região. A cidade possui também locais muito interessantes como a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, o Palácio Lauro Sodré e o Mercado Ver-o-peso.

A Rádio Clube do Pará está no ar há mais de 75 anos em 690 kHz (ZYI-532 – 20 kW) e 4885 kHz (ZYG-362 – 5 kW). A transmissão na faixa de 60 metros é ouvida no mundo todo. Meu primeiro log e QSL dela foi do período pós-II Guerra Mundial em 4865 kHz. Na época o indicativo era PRC-5, o qual curiosamente ainda aparece em uma confirmação de 2003!

Trata-se de uma estação bastante amigável ao público Dexista e confirmou meu informe no passado com um cartão postal em preto e branco. Recentemente outro informe resultou em uma carta confirmatória acompanhada de postais coloridos com a torre de transmissão e uma camiseta. A carta foi assinada pelo Sr. Camilo Centeno, Diretor Geral da RBA (Rede Brasil Amazônia).

De acordo com informações da emissora, a RBA inclui a Rádio Clube AM, 99 FM e Diário do Pará FM. Também faz parte uma emissora de TV que opera no canal 13.

O endereço informado no WRTH é: Avenida Almirante Barroso 2190, Belém/PA, CEP 66095-000. O cartão de confirmação informa que a potência em Ondas Tropicais é de 10 kW a partir de um transmissor EASA conectado a uma antena dipolo de onda completa. Em 690 kHz a potência é de 12 kW a partir de um transmissor Nautel X112 conectado a uma antena dipolo de um quarto de onda.

A frequência de 4885 kHz é bastante interessante para escuta durante o período da noite, mas tome cuidado com a presença da Rádio Difusora Acriana, que também pode ser captada ocasionalmente. Se você olhar no mapa perceberá que o Acre está mais à oeste, e ao anoitecer o sinal da emissora desta localidade pode sobrepor o da emissora paraense.

Não deixe de tentar a escuta, pois um informe pode render um bonito QSL. Boa sorte!

Artigo traduzido mediante autorização do Ontario DX Association. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: