Rádio das Forças Armadas da Austrália

6 08 2011

Adrian M. Peterson

Na atualidade vários Dexistas e Radioescutas mundo afora tem reportado a escuta do serviço em Ondas Curtas dirigido às tropas australianas servindo em forças de paz no Timor e em outras localidades. Durante um bom tempo tais transmissões foram irradiadas a partir de três centros transmissores na Austrália e fazem parte da história da radiodifusão do Australian Army Amenities Service (AAAS). Sua história tem sua origem na II Guerra Mundial.

A primeira unidade de radiodifusão das Forças Armadas da Austrália foi um estúdio móvel construído em Junho de 1942 e enviado ao Oriente Médio. Seu objetivo original seria transmitir para a Austrália notícias da guerra e do Norte da África e Oriente Médio. Entretanto, por conta dele ter uma potência de apenas 1kW, tais transmissões tornaram-se impraticáveis. Consequentemente o estúdio móvel passou a ser usado para produzir programas nas zonas de batalha e posterior transmissão local.

Durante a Batalha do Pacífico da II Guerra Mundial uma série de vinte e uma estações de rádio móveis foram construídas na Austrália, sendo testadas à noite em Mebourne e Sydney para posterior envio aos locais necessários. Tinham uma potência variável entre 10 e 200 Watts.

Certa vez tive a oportunidade de ouvir uma dessas estações que estava a uma distância de 800 km. Era a estação 9AF, com potência de 200 Watts em 1440 kHz, transmitindo um programa de teste a partir de Melbourne durante a madrugada.

As estações da AAAS eram instaladas nas principais áreas de concentração de tropas australianas nas ilhas do Pacífico e eram suplementares ao grande número de estações das Forças Armadas dos EUA em alguns pontos. A série de indicativos das estações da AAAS variava entre 9AA a 9AP.

Muitas dessas estações eram transportadas de um local para outro de acordo com o movimento de tropas durante os vários estágios da guerra no Pacífico. A estação 9AG foi instalada em Balikpapan, Borneo e transmitia com 200 Watts em 1340 kHz. Quando as tropas australianas deixaram a região ela foi deixada a cargo das autoridades holandesas e passou a ser a integrante local da rede NIROM (Empresa de Radiodifusão Holandesa nas Índias Orientais).

Várias outras estações foram construídas em outros cenários de guerra bem como retiradas do inimigo ao deixar uma determinada área. Algumas estações como “RAAF Radio Milne Bay” e “RAAF Radio Madang” eram bastante conhecidas na época.

Em Port Moresby, Nova Guiné, um transmissor de 500 Watts em 1250 kHz foi oficialmente inaugurado pelo General Douglas MacArthur em 26 de Fevereiro de 1944. Inicialmente operou com o indicativo 9PA, que logo em seguida foi modificado para 9AA, representando o status na série de estações da série 9A. Uma carta QSL  que recebi desta estação mostra o indicativo 9PA, mas na realidade é da época em que já operava como 9AA.

Além das localidades de teste de estações móveis em Ondas Médias (Melbourne e Sydney), várias emissoras foram construídas em outros pontos do país. Operavam em sua maioria em Ondas Médias, sendo que havia apenas uma única estação a operar em Ondas Curtas.

Em Darwin, no Território do Norte, uma estação de Ondas Médias foi construída em 1944 e seu indicativo era 5DR (Darwin Radio). Ela foi utilizada pelas Forças Armadas durante dois anos e depois incorporada como retransmissor da rede local da Australian Broadcasting Commission. Passou a usar o indicativo 8DR e porteriormente 8RN.

Após o final da guerra, um serviço experimental de radiodifusão foi ao ar a partir da base da Força Aérea em Higgensfield, em Queensland do Norte. A emissora era identificada como “RAAF Radio nº 2”, nome este relacionado com a unidade da Força Aérea a qual pertencia. O transmissor de 100 Watts em 1470 kHz foi ao ar em Agosto de 1945 com o objetivo de ser um serviço de informação/entretenimento, mas o projeto foi abandonado.

Em 1955 a primeira estação de Ondas Curtas das Forças Armadas foi ao ar a partir de Puckapunyal, Victoria. A emissora transmitia com 25 Watts em 7850 kHz e foi ao ar durante apenas duas horas do mês de Novembro daquele ano.

Ao final da guerra no Pacífico um navio de madeira de 50 anos (Apache) teve suas instalações modificadas no porto de Sydney e enviado para as Filipinas. Nele foi instalada a emissora WVLC, que passou a transmitir alguns programas da estação VLC (Shepparton),  bem como conteúdo da AFRTS e VOA na faixa de 7 MHz.

Vários navios de guerra britânicos, australianos e norteamericanos passaram a retransmitir programas de emissoras de Ondas Médias da Austrália em Ondas Curtas. Um deles era o HMS Grenville, qua retransmitia programas da estação 2KY, de Sydney, em Janeiro de 1946.

Mais adiante um dos maiores navios da Marinha da Austrália passou a ter um transmissor de rádio para fins de entretenimento. Em alguns casos estas emissoras transmitiam em Ondas Médias ou mesmo por meio de circuito fechado. O HMAS Canberra foi um exemplo no uso de tais transmissores e ficou ancorado na costa do Vietnã durante o conflito no Sudeste Asiático.

Durante o período de ocupação do Japão, cerca de quatro estações móveis 9A foram enviadas a tal país. Elas foram incorporadas às estações japonesas existentes e passaram a adotar a série “W” de indicativos norteamericanos. A estação 9AQ, com 10 Watts, foi instalada em Kure e usou os indicativos WVTX e WLKU posteriormente. Todas elas transmitiam em Ondas Médias, mas a estação 9AL/WVTV/WLKS também transmitiu em Ondas Curtas.

Quando a ofensiva na península coreana começou e tropas australianas foram enviadas para a região, cerca de quatro estações também foram instaladas.

Além das estações da AFRTS que transmitiam o “Good Morning Vietnam” havia algumas estações australianas. Uma delas usava um transmissor de 500 Watts a partir de Vung Tau em 1040 kHz. Outra foi instalada em Hue, perto de estações da VOA e AFRTS.

Em 1 de Julho de 1960 uma importante emissora foi instalada pela Real Força Aérea Australiana em Butterwoth, na Península Malaia, próximo da ilha de Penang. Ela operou com dois transmissores de 500 Watts usados em dias alternados, ambos com cinquenta por cento da potência. Tinha a disposição duas antenas simples, sendo uma “L” invertido e um dipolo dobrado e foi ouvida ocasionalmente no exterior, sendo que a captei na India e no Sri Lanka. A Radio RAAF Butterworth servia a cerca de cinco mil pessoas na referida base aérea e foi fechada na década de 1980.

O último empreendimento da AAAS em matéria de radiodifusão foi feito sem anúncio e de forma inesperada. Há alguns anos um novo serviço de radiodifusão dirigido às tropas australianas na Somália foi ao ar. Inicialmente programas de meia hora foram ao ar a partir de um dos transmissores de 250 kW da Rádio Austrália na Península de Cox, próximo a Darwin, no Território do Norte. Algum tempo depois, Dexistas da Europa e outros países captaram programas similares em outras frequências não listadas para uso pela Rádio Austrália.

Informações posteriores revelaram que tais transmissões eram provenientes de duas localidades. Uma era a grande estação VHP, pertencente à Marinha e estava localizada em Belconnen, próximo a Canberra. A outra era a estação norteamericana NMCVLF, localizada próxima a Exmouth, no Cabo Noroeste. Tais transmissões foram ao ar várias vezes ao dia a partir de ambas localidades. Os estúdios foram instalados em escritórios do governo em Canberra e a primeira transmissão do dia era sempre ao vivo.

As transmissões de Exmouth eram dirigidas à Somália e as de Belconnen ao Camboja. A programação era composta por música contemporânea com chamadas de familiares na Austrália enviando recados aos parentes em ambos países.

Artigo irradiado no programa Wavescan e traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: