Arvores da Califórnia que servem como antenas

5 11 2017

Adrian M. Peterson

A experiência com transmissão e recepção de sinais de rádio usando árvore como antena foi feita durante o ano de 1904. O local desses dois interessantes experimentos ficavam na região de San Francisco, e o experimentador foi George Owen Squier, que tornou-se General George Squier, Oficial Chefe de Comunicações do Exército dos Estados Unidos em seu quartel em Washington.

Isso ocorreu em 1 de Abril, mas imagino que tenha George Squier tenha realmente provado que árvores não podiam apenas servir para suportar sistemas de antena, mas também agir como tais.

As localidades em que tais experimentos aconteceram foram Camp Atascadero, próximo à Santa Barbara, a cerca de 160 km de Los Angeles e Fort Mason, na Baía de San Francisco. Certamente as águas da região auxiliaram nos experimentos.

George Squier descobriu que os melhores resultados para uso de árvores como antenas foram obtidos ao ao fixar um prego à arvore e um fio a ele. A árvore precisava estar viva e preferencialmente cheia de folhas; assim como com um bom fluxo de seiva em seu tronco. Árvores mortas não funcionavam satisfatoriamente.

Durante a I Guerra Mundial, algumas das estações militares de diferentes regiões do país foram instruídas a usar árvores como antenas para transmissão e recepção. Descobriram que sua performance era semelhante a de um fio de comprimento aleatório, com a vantagem de menos estática.

Após a experiência na Califórnia com eucaliptos importados da Austrália, Squire começou uma nova série quinze anos depois, desta vez nos limites de Washington. Com o equipamento instalado em uma cabana e uma árvore como antena ele foi capaz de sintonizar sinais em telegrafia da estação alemã em Nauen, assim como da França e Inglaterra e navios no oceano.

Surpreendentemente foi descoberto que a mesma árvore podia ser usada como antena e aterramento. Um simples fio continuava sendo suficiente. Entretanto, se os fios fossem deixados na terra como contrapeso, o sinal de uma direção em particular era melhorado com o aumento no número de contrapesos na mesma direção.

Melhores resultados eram obtidos se o prego fosse fixado a dois terços da altura da árvore. Prego de cobre funcionava melhor que de ferro, com um máximo de seis a oito para melhora do sinal.

Os sinais recebidos não eram diminuídos se receptores adicionais compartilhassem a mesma árvore. Também foi descoberto que ela podia ser usada com eficiência em ondas longas, médias e curtas.

Os sinais recebidos não eram afetados pela chuva ou outras árvores próximas. Transmissões em fonia e telegrafia podiam se transmitidas ou recebidas com o uso desse sistema.

Experiências adicionais com uso de floresta tropical foram conduzidas pelo exército no Panamá em 1972. A conclusão foi de que elas funcionavam melhor que samambaias ou outros tipos de vegetação rasteira. Também verificou-se que a intensidade do sinal transmitido era melhorado em caso de uso de transformador de impedância entre o coaxial e o ponto de inserção na árvore.

Há que se ressaltar o uso de árvores como antena para recepção durante a Guerra do Vietnã. Embora tenham ocorrido outros experimentos, em muitas ocasiões esta solução foi usada de forma real em diversas oportunidades.

Na época houve um pequeno grupo de radioamadores que fizeram experiências do gênero.

E por falar no uso de árvores em conjunto com o rádio, houve um outro experimento realmente interessante.

Em 2005, Chris Lagadinos, presidente da MagCap, começou a experimentar a possibilidade de usar árvore como fonte natural de energia elétrica. Ele desenvolveu sua teoria com base no fato que as árvores sempre são alvos de raios durante tempestades.

Ele descobriu que um pequeno e irregular fluxo de corrente contínua fluiria por um fio conectado entre uma agulha fixa a uma árvore e uma haste de aterramento. A tensão obtida foi na faixa de 0,75V, que em cascata com determinados circuitos pode ser elevado a 12V/1A. Curiosamente o nível é maior durante o inverno, quando a árvore perde quase toda sua folhagem.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx

Anúncios




Rádio Guarujá – Florianópolis/SC

3 11 2017

A Rádio Guarujá foi mais uma das emissoras que fazem parte deste projeto que tive a oportunidade de captar na faixa de 49 metros, embora não tenha chegado a tentar a confirmação. As cartas reproduzidas abaixo são bastante simpáticas.





Ipanema FM – Sorocaba/SP

1 11 2017

A Ipanema FM é uma das emissoras mais antigas em operação na cidade, embora por um longo período tenha feito parte da rede Jovem Pan. Minhas primeiras lembranças dela remontam a adolescência, quando ainda não tinha a menor ideia da existência do maravilhoso hobby do Dexismo. Lembro também que na época minha emissora preferida nessa faixa era a Antena 1 de Campinas/SP, cujo projeto musical não tinha nada a ver com o da rede Antena 1, e era voltado ao pop/rock.

A Ipanema FM foi sintonizada em Sorocaba/SP na frequência de 91,1 MHz conforme áudio abaixo:





Cartões QSL em vermelho, branco e azul

29 10 2017

Adrian M. Peterson

Como é de amplo conhecimento, os Estados Unidos tiveram participação ativa nos eventos da II Guerra Mundial após o ataque devastador à Pearl Harbor, no Havaí na manhã do Domingo, 7 de Dezembro de 1941. Portanto, os conflitos até então separados na Europa e Ásia foram combinados e culminaram no que foi outro em escala mundial.

Como parte do esforço estadounidense, o governo assumiu o controle de todas as emissoras de ondas curtas do país um ano depois, em Novembro de 1942.

Na época, os historiadores do rádio diziam que a Alemanha operava um total de 68 transmissores de ondas curtas, tanto em seu território como em outros países da Europa que estavam sob domínio do Terceiro Reich. O Japão operava 42 transmissores de ondas curtas, tanto no país como em territórios da Ásia que estavam sob o Grande Império Japonês.

Na Inglaterra, durante o início do conflito em Setembro de 1939, a BBC operava apenas 8 transmissores de ondas curtas, todos localizados em Daventry. Entretanto, a emissora implementou um rápido programa de expansão, e quando os Estados Unidos entraram no conflito, no final de 1941, ela contava com um total de 32 transmissores de ondas curtas em seis localidades distintas.

Quando o governo dos Estados Unidos assumiu o controle de todas as estações de radiodifusão de ondas curtas do país, havia apenas doze transmissores de ondas curtas disponíveis. Entretanto, quatro empresas tinham transmissores utilitários de baixa e média potência que poderiam ser usados se necessário.

Na época existiam apenas dois transmissores de radiodifusão no ar a partir da costa oeste dos Estados Unidos; KGEI com 50 kW em Belmont e a nova estação KWID em Islais Creek, ambas no subúrbio de San Francisco, na Califórnia. O governo rapidamente implementou um programa de crescimento em duas etapas, com a construção de novos centros transmissores e o uso de transmissores utilitários que já estavam em operação.

A Voz da América fez sua primeira transmissão em 1 de Fevereiro de 1942 com um programa em Alemão que foi retransmitido pela BBC. A organização que a controlava, o Escritório de Informação de Guerra foi organizado em 13 de junho de 1942 e ocupou um escritório na costa oeste no número 111 da Sutter Street em San Francisco. Ele era o quarto prédio mais alto da cidade e tinha abrigado anteriormente a NBC.

Conforme as transmissões via Califórnia começaram a aumentar, o mesmo ocorreu com o número de informes de ouvintes distantes. No início não haviam cartões QSL, mas quando o influente Arthur Cushen, de Invercargill, Nova Zelândia, escreveu uma carta de explicação ao OWI, foi preparado um cartão genérico que podia ser usado para confirmar todas as estações da costa oeste da VOA.

O desenho do cartão contava com as cores da bandeira. Ao longo do anos, o OWI emitiu uma grande quantidade deles em ao menos quatro séries, além das diferentes identificações.

A primeira série identificava especificamente cada estação. A segunda tinha uma área em branco para o indicativo ser inserido com uma máquina de escrever. A terceira era muito parecida, mas com fonte diferente. Houveram também dois QSLs semelhantes no desenho, mas preparados especificamente para as estações KWID e KWIX.

Geralmente havia apenas um indicativo em cada cartão, embora inicialmente quando dois transmissores eram usados em conjunto, ambos eram listados. Por exemplo, os dois transmissores em Dixon, Califórnia eram usados juntos como KNBA-KNBC e outros dois como KNBI-KNBX. Da mesma forma para a KCBA-KCBF em Delano, também na Califórnia.

Quando as estações utilitárias levaram ao ar programação da VOA o OWI emitiu cartões QSL para confirmá-las também, como KWU e KWV, e também KES2 e KES3, todas de Bolinas. O transmissor de 100 kW da KRHO foi instalado no Havaí e também foram emitidos cartões com o mesmo desenho em vermelho, branco e azul.

No período em que essas emissoras foram ao ar (1942-1945), o conflito foi muito intenso no Pacífico. A entrega de correspondências entre os Estados Unidos e a Austrália e Nova Zelândia era lenta e irregular.

O QSLs eram sujeitos à censura. Um cartão de Maio de 1943 confirmando a estação KWV endereçado à Jack Fox, da Nova Zelândia, tinha um carimbo informando que tinha sido examinada pelo Censor 10177. Um de Junho do mesmo ano confirmando a estação KWY e endereçado à Max Mudie, da Austrália, tinha um carimbo do mesmo Censor 10177.

Ao longo dos anos, milhões de cartões QSL foram vendidos no Ebay, mas até onde se sabe, nenhum do período de guerra. Isso sugere que caso algum apareça à venda certamente atingirá um valor alto.

Em outros artigos abordaremos a história das estações de ondas curtas que foram confirmadas por esses famosos cartões em vermelho, branco e azul.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx





Rádio Caiari – Porto Velho/RO

27 10 2017

Captada algumas vezes, mas infelizmente nunca confirmada (por incrível que pareça há a menção de uma correspondência minha no site da emissora!), a Rádio Caiari ainda transmite em ondas tropicais, embora de forma bastante irregular. Não duvido que infelizmente seja mais uma a nos abandonar, se é que já não o fez.





Novo Som FM – Barra Bonita/SP

25 10 2017

Mesmo não sendo tão distante de Sorocaba (161 km), não é sempre que a Novo Som FM se apresenta com tamanha qualidade de sinal, fato que certamente foi reforçado pela excelente abertura ocorrida durante o mês de fevereiro. E ainda tenho muito material de FM para compartilhar. Aguardem!

A Novo Som FM foi sintonizada em Sorocaba/SP conforme áudio abaixo:





Nativa FM – Arapongas/PR

23 10 2017

Das escutas efetuadas durante a excelente abertura troposférica ocorrida durante o início do ano, a da Nativa FM foi uma das que apresentou maior intensidade de sinal. Mesmo sendo parte de uma rede fiquei surpreso com a atenção dispensada.